A pausa para o café

A tal pausa se fez necessária…
Depois de dias turbulentos,
Tarefas apressadas,
Pessoas no esquecimento,
Noites encurtadas,
A pausa foi mais que estimada.

Talvez contraditória naquele momento
Porém carregada de diversos sentimentos
Que pudera afogar o mais esperto dos nadadores
Naquela piscina de esplendores.

Talvez aquele fosse o sofrimento
Mais sentido e exposto do entretenimento
Que a vida fazia questão de exibir como dores
Que tantas pessoas pensavam que morriam de amores.

A vida era cruel.
Ou não.
Ou apenas, as vezes.

A tristeza era grande.
Ou não.
Ou as vezes.

No fim, apenas aquelas paginas do livro que nos fazem enxergar a vida como ela é.
Ou não.

Mas que a pausa para o café foi necessária.
Ah, isso sim foi necessária!
🙂
(Bévea Kikunaga)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s