No meio do dia

Menina com planta na mão

Mesmo que o tempo insista em dizer que passou,
Meus sentimentos por você sempre estão presentes…
Seja em um pequeno gesto,
Ou mesmo em uma canção do Elvis.

A verdade é que sempre estarás presente em minha vida, de uma forma ou de outra
Mostrando-me alguma forma de seguir em frente!
Tudo parece fazer sentido, quando a vida, às vezes, mostra que nada faz muito sentido
Uma contradição realmente sensível e arrebatadora.

Mesmo assim, a vida continua lá fora, de uma forma ou de outra,
As pessoas continuam individualistas, os pássaros continuam a cantar logo cedo,
Os carros passam apressados e o tempo não para!

Os sonhos continuam, mesmo quando eles mudam um pouco a perspectiva de anos atrás,
As recordações adormecem de repente
As palavras se vão com o tempo
Mal me lembro da sua voz!

Mas ainda assim, alguns pequenos gestos estão bem presentes
E surgem do nada, como amparos, no meio do dia para me afagar, fazer um carinho,  Então, suspiro fundo, acalmo a mente e dessa forma, mais uma vez, sigo em frente!

(Bévea Kikunaga)

Anúncios

Pálida à Luz

182542__table-a-candle-glass-reflection-glass-light-fire-flame-wax-warm-cozy-window_p_thumb.jpg

Pálida à luz da lâmpada sombria
Sobre o leito de flores reclinada,
Como a lua por noite embalsamada,
Entre as nuvens do amor ela dormia!

Era a virgem do mar, na escuma fria
Pela maré das águas embalada!
Era um anjo entre nuvens d’alvorada
Que em sonhos se banhava e se esquecia!

Era mais bela! o seio palpitando
Negros olhos as pálpebras abrindo
Formas nuas no leito resvalando
Não te rias de mim, meu anjo lindo!

Por ti — as noites eu velei chorando,
Por ti — nos sonhos morrerei sorrindo!

(Álvares de Azevedo)